Tag Archives: Livros

Entre Linhas: Antes de dormir

2 maio

Confesso que sou meio chata com livros, se eu não me empolgar desde o começo do livro não tem jeito, pode apostar que eu não vou chegar até o fim, vou deixá-lo esquecido em algum lugar e nunca mais vou me lembrar dele.

Adoro os livros que misturam romance com suspense, como é o caso do “Antes de dormir”, desde a primeira pagina já fiquei viciada e queria terminá-lo logo para assim descobrir o que tinha acontecido realmente com Christine, a protagonista do livro.

Já pensou como seria a sua vida se cada vez que você for dormir sua memória apaga-se por completo? Bom, este é o caso da Christine, ela acorda todo dia sem saber nem onde ela está nem quem é o homem que esta do seu lado. Esse homem é o Bem, quem tem que cuidar dela dia após dia, tem que recontar a vida deles e do acidente que fez com que ela ficasse com amnésia.

Este romance fez com que eu me desligasse por completo do mundo para me focar só nele, não via a hora de poder deitar para ler um pouco – ou muito. Realmente é um livro muito bom que vale a pena ler.

Cine Pipoca: livros que viraram filmes

9 fev

Se tem uma coisa que nós adoramos é cinema! E acabamos percebendo que falamos pouco aqui no blog sobre um de nossos assuntos preferidos. Por isso, estamos estreando uma nova categoria aqui no blog, o Cine Pipoca! Ela irá ao ar todas as quartas-feiras com dicas de filmes sobre determinados assuntos. Hoje, por exemplo, vamos dizer para vocês quais filmes baseados em livros nos adoramos e recomendamos. Esperamos que gostem de nossas sugestões!

Camila – Amo esse filme! “Julie & Julia: Baseado em Histórias Reais” é a adaptação de um livro homônimo escrito por Julia Powell. Vou contar a história do filme porque, infelizmente, eu ainda não li o livro. O longa conta a história de Julie Powell (Amy Adams) que, depois de entrar em crise com a sua vida profissional, cria um blog onde ela faria uma receita por dia da famosa cozinheira Julia Child (interpretada por Meryl Streep – ótima, como sempre). O blog “Projeto Julie/Julia”, como ela o chamou, durou um ano e as receitas eram tiradas do livro escrito por Julia, “Mastering the Art of French Cooking”. Todas feitas em uma cozinha no Queens, bairro de NY, sem nenhum glamour. Como já é de se esperar, o blog fez o maior sucesso! O filme mistura as histórias do blog da Julie, com algumas informações sobre Child e ainda um pouquinho de ficção. Pra quem gosta de gastronomia (eu o/), o filme é um prato cheio (com o perdão do trocadilho haha). Sei que fiquei morrendo de vontade de ler o livro, e já até pensei em criar um blog apenas com receitas. Em quem será que eu me inspiraria…Palmirinha Onofre talvez? haha

Monalisa – O filme Marley & Eu foi lançado em 2009 e é baseado no best-seller de mesmo nome, escrito pelo jornalista norte-americano John Grogan. O filme conta a história de um casal, John (Owem Wilson) e Jennifer Grogan (Jennifer Aniston), que vê sua vida mudar após comprar um labrador liiindo, que é super destruidor. Entre as broncas e as brincadeiras, o afeto entre John e Marley aumenta a cada dia, mostrando que o melhor amigo do homem é mesmo o cachorro. Eu li o livro antes de assistir o filme, então fui ao cinema com uma expectativa enorme. Como na maioria das vezes, o filme deixa um pouco a desejar, mas é sim muito bom (e emocionante, então prepare o lencinho) e merece ser assistido por todos, especialmente por aqueles que são apaixonados por cachorros, como eu.


Diana –
Assisti o filme, li o livro e curti muito! O filme de 1971 dirigido por Stanley Kubrick tornou-se uma referencia para sua carreira e não poderia ser diferente do romance escrito pelo inglês Anthony Burgess. Na verdade o livro tem um pouco mais de conteúdo e as utilizações das gírias (que se tornou referência ao filme) são bem mais freqüentes do que se mostra no filme Na verdade as “gírias usadas tanto no livro quanto no filme é a mistura, um idioma que mistura do russo com o inglês chamado de “Nadsat”. A história se passa numa Inglaterra futurista que tem como personagem principal Alexander DeLarge, qual admira a ultra violência e música clássica. Comanda uma gangue de delinquentes quais cometem roubo, estupro e até assassinatos.  É cult, é intrigante e vale a pena ser assistido tanto quando lido, apesar de ser um enredo forte, no entanto envolvente!



 

Assisti o filme, li o livro e curti muito! O filme de 1971 dirigido por Stanley Kubrick tornou-se uma referencia para sua carreira e não poderia ser diferente do romance escrito pelo inglês Anthony Burgess. Na verdade o livro tem um pouco mais de conteúdo e as utilizações das gírias (que se tornou referência ao filme) são bem mais freqüentes do que se mostra no filme Na verdade as “gírias usadas tanto no livro quanto no filme é a mistura, um idioma que mistura do russo com o inglês chamado de “Nadsat”. A história se passa numa Inglaterra futurista que tem como personagem principal Alexander DeLarge, qual admira a ultra violência e música clássica. Comanda uma gangue de delinquentes quais cometem roubo, estupro e até assassinatos.  É cult, é intrigante e vale a pena ser assistido tanto quando lido, apesar de ser um enredo forte, no entanto envolvente!

Entre Linhas Sparkeanas

30 dez

“Prepare o seu coração”. Essa é a frase que sempre repito para mim mesma antes de abrir um livro do Nicholas Sparks ou dar o play em um dos filmes baseados em suas obras.

É bem provável que você já tenha “esbarrado” com algum de seus livros (ou filmes) em algum momento de sua vida. Afinal, quem nunca suspirou por Logan em Um Amor Para Recordar, vibrou com o beijo de tirar o fôlego de Noah e Allie em Diário de Uma Paixão ou verteu lágrimas por John e Savannah em Querido John?

Os livros se tornaram tão populares por aqui, que no começo de dezembro deste ano, o autor visitou diversas cidades brasileiras, onde interagiu com os fãs e deu diversos autógrafos.

Se você não tem ideia do que eu estou falando, não se desespere! Segure as lágrimas e mergulhe em um legítimo Sparks!

Querido John

Querido John foi uma das grandes surpresas de 2010 e impulsionou a publicação de outros livros do autor no Brasil – tanto que, até o final do ano, a editora Novo Conceito lançou 4 volumes de Nicholas Sparks no Brasil!

Para aqueles que ainda não leram, nem viram o filme, a história gira em torno de John, um soldado americano que se apaixona pela estudante conservadora Savannah. John era um jovem rebelde, que acaba se alistando no exército logo após terminar a escola. Durante sua licença, conhece Savannah, por quem se sente instantaneamente atraído. A atração mútua cresce rapidamente e logo se transforma em um tipo de amor que faz com que Savannah jure esperá-lo concluir seus deveres militares.

Porém, vem o atentado do dia 11 de Setembro, que acaba levando John a ter que escolher entre seu dever e seus sentimentos. Quando ele finalmente consegue retornar para a Carolina do Norte, ele acaba descobrindo como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

O filme

Estrelado por Channing Tatum e Amanda Seyfried, o filme conseguiu me tirar as lágrimas que o livro não conseguiu. Não que o livro não fosse emocionante, mas a atuação dos personagens me envolveu muito mais na telona. Mas, quem leu o livro percebeu como Hollyood sempre dá um jeito de deixar as coisas melhores… “Se é que vocês me entendem”!

A Última Música

A Última Música me conquistou logo de cara! Os personagens são apaixonantes, a narrativa é mais do que envolvente e a história é lindíssima! Tem como não se apaixonar?

O livro conta a história de Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, que vê sua vida virar de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciam e seu pai decide ir para a praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, entretanto, sua mãe decide que seria melhor os filhos passarem as férias de verão com o pai na Carolina do Norte.

O pai de Ronnie, ex-pianista, vive tranquilamente na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação do pai e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda, começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida.

O filme


A versão cinematográfica tem como protagonistas Miley Cyrus e Liam Hemsworth. Preconceitos à parte, eu confesso que não gostei muito da maneira com que os personagens foram representados. Steve perdeu a sua delicadeza e Ronnie… Não é por nada não, mas a Miley não me convenceu em seu papel! Destaque para Bobby Coleman no papel de Jonah e para a trilha sonora!

Diário de Uma Paixão

Uma das obras mais conhecidas de Nicholas Sparks, o livro deu origem ao campeão de bilheteria que arrancou suspiros de dezenas de expectadores.

A história começa no início de outubro de 1946 quando dois jovens, Noah Calhoun e Allison Nelson, se conhecem e se apaixonam perdidamente. Tudo parece perfeito, quando a família de Allie a impede de continuar a vê-lo devido a enorme diferença de classe social entre os jovens. Allie e Noah, lutam para levar uma vida normal, mesmo estando distantes. Até que um artigo de jornal muda tudo e reacende um amor há 14 anos adormecido.

O filme

Com Ryan Gosling e Rachel McAdams nos papeis principais, o filme criou um verdadeiro frisson no público. Também, não é para menos! O beijo debaixo de chuva entre dos protagonistas foi eternizado e figura entre os melhores beijos do cinema, ganhando, inclusive, o prêmio do MTV Movie Awards (com direito a reencenação no palco!).

Outras obras de Nicholas Sparks

Sendo que Noites de Tormenta e Um Amor Para Recordar também ganharam suas versões no cinema!

Sabrina Inserra (@sainserra) escreve diariamente no blog Café com Blá Blá Blá e, às quintas, aqui no Quatro Vezes TPM.

Entre Linhas Espanholas

23 dez

Olhe para a sua estante. Tenho certeza de que, tirando um ou outro livro brasileiro (geralmente aquele que você teve que ler para o vestibular), a maioria esmagadora dos seus exemplares se restringe ao eixo Estados Unidos-Inglaterra. Estou errada?

Isso não é uma crítica, apenas uma constatação. E a minha estante também não é diferente. Ou melhor, não era…

…até que eu conheci o universo dos autores espanhóis! A minha primeira impressão sobre estes autores é que sua narrativa é sentida e profunda, repleta de detalhes. A escolha das palavras é feita cuidadosamente e os personagens possuem personalidades bem fortes.

Confesso que não sou nenhuma perita em autores espanhóis, mas gostaria de dividir com vocês algumas dicas e impressões sobre dois exemplares.

Minha “aventura” pelas linhas espanholas começou com “A Sombra do Vento”, do autor Carlos Ruiz Zafón. Ambientado durante os anos do governo franquista e sob a sombra da Guerra Civil Espanhola, o livro nos leva pelas trajetórias de Daniel Sempere e o cemitério dos livros esquecidos.

A história é uma mistura de romance, aventura e mistério. Você se vê dependente, assim como Daniel, da resolução do mistério acerca do paradeiro e da verdadeira história de Julián Carax. Inclusive, em diversos momentos a vida do personagem acaba até mesmo se confundindo com a do autor.

Com uma narrativa inspiradora e repleta de sinestesias (ou “mistura de sentidos”), o autor nos leva a virar as páginas furiosamente em busca da resolução dos conflitos. E haja coração! Tem até uma pitadinha de elementos “à lá Edgar Allan Poe”, que serve para nos deixar ainda mais curiosos!

Já para os amantes de um bom romance e admiradores de História, a minha indicação fica para “O Tempo Entre Costuras”, da estreante Maria Dueñas. Apesar de ser nova no meio literário, a autora vem constantemente sendo comparada a, justamente, Carlos Ruiz Zafón. Ambos são os nomes do momento na Espanha – e dá para entender o porquê!

Se em “A Sombra do Vento” a Guerra Civil Espanhola serve apenas como um plano de fundo para a história de Daniel, em “O Tempo Entre Costuras” ela permeia toda a narrativa.

A história gira em torno de Sira Quiroga e narra suas aventuras durante duas guerras: a Guerra Civil Espanhola e a Segunda Guerra Mundial. Apaixonada, a costureira deixa a Espanha rumo ao Protetorado Espanhol, no Marrocos, com uma promessa de amor e prosperidade. Porém, é nas ruas de Tânger que ela vê seu coração se despedaçar, assim como sua ingenuidade. Ela parte então para Tetuán, onde, munida de bons amigos e boa vontade, monta um ateliê de costura e reconstrói sua vida.

Repleta de reviravoltas, Sira se vê no meio de jogos políticos, aventuras impensáveis (e improváveis!!) e amores impossíveis.

Portanto, aqui fica uma sugestão: deem chance aos autores espanhóis. Aposto que vocês vão acabar criando uma seção especialmente dedicada a eles em suas prateleiras! Boa leitura!!!

Sabrina Inserra (@sainserra) escreve diariamente no blog Café com Blá Blá Blá e, às quintas, aqui no Quatro Vezes TPM.

Entre Linhas Novas

16 dez

Olá caros leitores! É com muita alegria que eu escrevo o meu post de estreia no Quatro Vezes TPM! Para quem não me conhece (ou seja, a grande maioria), eu escrevo diariamente no blog Café com Blá Blá Blá e, a partir de hoje, vocês poderão me encontrar por aqui todas as quintas-feiras, falando um pouquinho sobre o universo literário. Por quê?

Naqueles momentos em que o mundo não parece tão perfeito (ou até parece, quem sabe?), tem coisa melhor do que desanuviar a cabeça se perdendo entre as linhas de um bom livro? Por algumas horas, ganhamos novas paredes, novos horizontes e, até mesmo, um novo nome.

Não há nada melhor (para os amantes da leitura) do que pegar um novo exemplar na mão, sentir a capa novinha, o cheiro das páginas e tentar imaginar os que aquelas palavras nos guardam. Romance, aventura, ficção… Toda história vale a pena ser lida!

Para ser sincera, eu tinha outro tema em mente para inaugurar a coluna. Mas, em plena época de começo de férias (e, consequentemente, de bastante tempo livre) é a hora de preparar a tão famosa lista de leitura, que nos acompanhará durante os próximos meses.

Então, optei por sugerir alguns livros que chamaram a atenção dos leitores apaixonados ao longo de 2010. Vale ressaltar que não é apenas uma escolha pessoal (apesar de, claro, o meu gosto pesar um pouquinho nas escolhas dos títulos). Me baseei nos comentários e nas avaliações pela blogosfera afora e espero, realmente, que vocês gostem das dicas!

Calafrio – Maggie Stiefvater

A história gira em torno de Grace, uma menina como qualquer outra de 17 anos: prática, racional e apaixonadas por lobos. Bem, um lobo. Aquele que salvara sua vida há alguns anos. Sam, um garoto romântico, apaixonado e com sérios problemas para conseguir se manter na sua própria pele. Quanto mais próximo o inverno está, menor o tempo que lhe resta.

Parte da trilogia Os lobos de Mercy Falls, Calafrio é aquele tipo de livro que você lê em uma tacada só. É impossível se distanciar das páginas até o derradeiro ponto final. Conforme a narrativa avança e o termômetro cai, a história assume um ritmo frenético e insaciável.

O próximo volume, Linger, será lançado aqui no Brasil no primeiro semestre de 2011. Já o terceiro e último, Forever, ganhará as prateleiras dos EUA em julho do ano que vem.

Sussurro – Becca Fitzpatrick

Ao longo da trama, acompanhamos as incertezas de Nora Grey acerca do seu nem um pouco ortodoxo companheiro de laboratório e a busca por suas verdadeiras intensões. Será que Patch é o culpado pelos estranhos acontecimentos que a cercam e que colocam sua vida constantemente em risco?

Pensa no personagem mais carismático da literatura? Agora acrescente uma pitada forte de sarcasmo, sex appeal e suspense. O resultado? Patch Cipriano. Apesar de ter um enredo instigante e delicioso, o grande sucesso de Sussurro se deve ao anjo caído. É. Um anjo. Caído.

Se você pensa que este é “apenas mais um livro de um amor impossível”… Está muito enganado! Mas cuidado: é altamente viciante!

O segundo livro da série Hush, Hush, Crescendo, já saiu nos EUA e chegará por aqui no primeiro semestre de 2011. O terceiro, ainda sem nome, está em fase de escrita e será lançado em outubro do ano que vem.

A Pirâmide Vermelha – Rick Riordan

Autor da série best-seller Percy Jackson e os Olimpianos, Rick Riordan está de volta com os mesmos elementos que o consagraram: aventura, mitologia e humor. Só que desta vez, ao invés dos deuses do Olimpo, é a vez dos deuses egípcios!

A narrativa se dá nas vozes dos irmãos hiper carismáticos Sadie e Carter Kane, o que agrega um ar bem descontraído à história. Juntos, eles passam por diversos apuros para recuperar o pai e impedir os planos megalomaníacos do deus Set.

A Pirâmide Vermelha é aquele livro para ser lido sem compromisso, para desanuviar a cabeça, mesmo. Ótimo para as férias! A continuação sai no ano que vem nos EUA e ainda não tem nome definido.

Jogos Vorazes – Suzanne Collins

Um dos livros que mais deu o que falar este ano na blogosfera, Jogos Vorazes é… cruel. O que levaria as pessoas a assistirem os tributos acabando com a vida uns dos outros?

A história se passa em uma espécie de “universo paralelo” que me lembrou imediatamente do livro 1984, do George Orwell. Em ambos os enredos, os personagens devem lutar para sobreviver em uma sociedade totalitária e opressora, vigiadas incessantemente pelo ‘Grande irmão’.

Mais do que a história de Katniss e Peeta, Jogos Vorazes me fez pensar bastante no mundo do entretenimento, que não reconhece limites éticos e morais. E em como a sociedade consome isso – mesmo aqueles que criticam o sistema.

Ao contrário dos outros livros indicados, Jogos Vorazes não é um livro romântico. Pelo contrário. Mas vale muito a pena ser lido – e discutido! Os próximos volumes, Catching Fire e Mockingjay já foram lançados nos EUA e em breve chegam por aqui.

Bom pessoal… Acho que com essas dicas já dá para começar a colocar as leituras em dia! Se vocês tiverem alguma sugestão, mandem para a gente!

Escolha seu livro, aconchegue-se no seu sofá preferido e boa leitura!

Sabrina Inserra (@sainserra) escreve diariamente no blog Café com Blá Blá Blá e, às quintas, aqui no Quatro Vezes TPM.