Arquivo | Cine Pipoca RSS feed for this section

Cine Pipoca: Anne Hathaway

9 mar

Nessa semana, vamos falar um pouquinho sobre os filmes com a Anne Hathaway, a nova queridinha de Hollywood! Mais do que um rosto bonito, a Anne já mostrou em vários filmes que tem muuuito talento. Vamos conferir?

Monalisa Amor e Outras Drogas é daquele tipo de filme que eu quis assistir pelo pôster (achei linda essa foto) e pelos protagonistas. Imaginei “não pode ser ruim com Anne Hathaway e Jake Gyllenhaal”. E acertei! O filme conta a história do charmoso vendedor farmacêutico, Jamie Randall, que precisa abordar médicos e convencê-los a prescrever a seus pacientes os produtos de sua empresa. Eis que Jamie conhece Maggie Murdock, que com apenas 26 anos possui mal de Parkinson. Os dois se envolvem fisicamente (preparem-se para muitas cenas de sexo no filme), mas começam a perceber que existe algo mais. Pode ser mais uma história clichê de amor, mas o filme é super fofo e nos deixa com aquela carinha de “ah, o amor é lindo”. E, claro, Anne Hathaway está  ótima no papel! Super recomendo!

Carla O diário da princesa já é um pouco velho, mas na verdade eu poderia assistir mil vezes.  O filme conta como a vida de Mia Thermopolis (Anne Hathaway), uma adolescente que mora em San Francisco, da um grande giro ao descobrir que ela é uma princesa, heredeira da coroa do principado de Genovia, um povoado europeu. Mia viaja para Genovia para poder ocupar o trono, mas não resulta tão fácil, não é uma viagem de ferias e sim para aprender a se comportar como princesa.  Ela recebe aulas de protocolo da sua avó a Rainha Clarisse Renaldi (Julie Andrew) e não demorar em brigar uma com a outra porque Mia não quer deixar seu país, seus amigos e a mãe só para governar a Genovia, e a avó insiste em que ela deve ficar e governar. A Mia fica com a eleição mais importante na sua vida, continuar sua vida perto da sua mãe e dos amigos ou deixar tudo para trás e aceitar a responsabilidade de ser a princesa de Genovia. Esse filme foi o primeiro que eu assisti da Anne Hathaway e amei, quem ainda não viu recomendo totalmente.

Camila – Perdi a conta de quantas vezes eu já assisti Noivas em Guerra. No cinema, em DVD e váaarias vezes no Telecine. A Kate Hudson e a Anne Hathaway tem uma química incrível, parecem mesmo aquelas amigas-irmãs, sabe? No filme, Liv (Hudson) e Emma (Hathaway), são grandes amigas desde criancinhas e sempre planejaram os seus respectivos casamentos em um dos lugares mais badalados de Nova York: O Hotel Plaza. Agora, com 26 anos, as amigas estão prestes a realizar o sonho do casamento perfeito, se não fosse um erro na marcação das datas, que faz com que as cerimônias aconteçam no mesmo dia. Aí já dá pra imaginar a disputa né? As cenas do filmes são verdadeiras “guerrinhas” que vão abalar a amizade entre as duas. Filme água com açúcar, mas super divertido!

Cine Pipoca: Ganhadores do Oscar 2011

2 mar

No Cine Pipoca de hoje vamos indicar alguns dos filmes que levaram as estatuetas do Oscar para casa no último domingo! Relembre todos os vencedores aqui!

Monalisa Cisne Negro (Black Swan) garantiu a Natalie Portman o Oscar de Melhor Atriz em 2011, mas perdeu a estatueta de Melhor Filme para O Discurso do Rei. Mas sem dúvidas alguma vale a pena assistir esse filme, não só pela interpretação estonteante de Natalie como a protagonista Nina, mas por toda sua história envolvente. Cisne Negro é um thriller psicológico, em que Nina é uma bailarina de Nova York que deseja o papel principal na montagem de O Lago dos Cisnes. Com cenas fortes e muitas vezes angustiante, o filme é bastante pertubador e te deixa com uma certa sensação de perseguição. É daqueles filmes que fica passando na sua cabeça mesmo depois de a sessão acabar.

Camila – Ganhador do Oscar de Melhor Fotografia, Efeitos Visuais ,Melhor Mixagem e Melhor Edição de Som, A Origem é um filme surpreendente (e que mereceu todos esses prêmios mais técnicos). Não tem como ficar impressionado com a cena da cidade “dobrando”, ou quando o café explode e os cacos estilhaçam pelo ar em câmera lenta. No filme de Christopher Nolan (o mesmo diretor de “Batman – o Cavaleiro das Trevas’) , Leonardo Dicaprio é Dom Cobb, especialista em roubar segredos dos sonhos das pessoas. Cobb recebe uma proposta para introduzir uma ideia na mente de um grande empresário, e nessa jornada, vai ser perseguido pelas lembranças da sua mulher, que está sempre tentando acabar com as suas missões. O longa é mesmo como um sonho: cheio de cenas um pouco absurdas, em gravidade zero e câmera lenta. E o elenco, que conta com Leonardo di Caprio, Joseph Gordon-Levitt e Ellen Page, dá um show de interpretação.

Diana – Nada mais justo do que  Alice no país das maravilhas ganhar os premios de Melhor Direção de arte e Melhor Figurino no Oscar! No primeiro momento em que eu vi o filme estranhei o enredo, pois não seguia a história original do livro ou do clássico da Disney, mas é claro que com seu jeito exótico e sempre diferente de dirigir filmes Tim Burton deu seu toque. A história se passa após alguns anos desde que Alice foi para o País das Maravilhas porém ela não lembra pois só tinha 6 anos. O elenco é de primeira com destaque para Johnny Depp, como Chapeleiro Maluco e para Helena Bonham Carter, como rainha vermelha.

 

Cine Pipoca: filmes da Disney/Pixar

16 fev

No CIne Pipoca dessa quarta vamos indicar para vocês filmes da Disney/Pixar! Afinal, não precisa ser criança para adorar animações!

Camila – Pra mim, Wall-e é uma obra-prima da parceria Disney/Pixar. Talvez não seja a melhor animação (oi, Toy Story? haha), mas é o desenho que mais mexeu com as minhas sensíveis emoções. Acho Wall-e um personagem tão clássico e lindo com a sua solidão, sua curiosidade pelas coisas simples do mundo, o jeitinho atrapalhado, aqueles olhos mecânicos que dizem tudo, sua paixão pela Eva e, tudo isso, sem falar uma palavra! Acho lindo aquele olhar  do Wall-e pra Eva…tão apaixonado e encantado! O filme também aborda as questões ambientais, sem ser eco-chato! E no fim, claro, o otimismo e o final feliz fecham a história (afinal, você está vendo um filme da Disney!)

Monalisa – Sou super suspeita para falar de animações, porque sou apaixonada pela maioria delas! Acho lindo como um desenho pode passar tanta emoção (e lição de vida), sempre com personagens fofos e engraçadinhos. Mas já que é pra falar apenas de uma, acho que todos devem assistir Up – Altas Aventuras. Quem não fica encantado pelo velhinho rabugento Carl Fredricksen e todo o amor que ele sente por sua falecida esposa, Ellie? Além disso, tem o fofo do Russell, um menininho de oito anos que se aventura por acaso com Carl na viagem que ele sempre sonhou em morar com Ellie.

Diana- Não costumo assistir animações sempre, mas as que eu mais gostei mesmo foram o Wall-e (que a Camila citou) e o Ratatouille! Remy (fofo e inteligente) é um ratinho apaixonado por cozinha, no entanto ser chefe não é a profissão mais adequada a um rato certo? Mas Remy segue seu coraçãozinho e se esforça para deixar seus companheiros ratos e inicia uma carreira gastronômica. Por consequência acaba ajudando Linguini, um jovem atrapalhado que não pode perder seu emprego e assim Remy e Linguini se tornam parceiros! A moral dessa historia é muito bonita, pois aborda temas como amizade e  superação.

Cine Pipoca: livros que viraram filmes

9 fev

Se tem uma coisa que nós adoramos é cinema! E acabamos percebendo que falamos pouco aqui no blog sobre um de nossos assuntos preferidos. Por isso, estamos estreando uma nova categoria aqui no blog, o Cine Pipoca! Ela irá ao ar todas as quartas-feiras com dicas de filmes sobre determinados assuntos. Hoje, por exemplo, vamos dizer para vocês quais filmes baseados em livros nos adoramos e recomendamos. Esperamos que gostem de nossas sugestões!

Camila – Amo esse filme! “Julie & Julia: Baseado em Histórias Reais” é a adaptação de um livro homônimo escrito por Julia Powell. Vou contar a história do filme porque, infelizmente, eu ainda não li o livro. O longa conta a história de Julie Powell (Amy Adams) que, depois de entrar em crise com a sua vida profissional, cria um blog onde ela faria uma receita por dia da famosa cozinheira Julia Child (interpretada por Meryl Streep – ótima, como sempre). O blog “Projeto Julie/Julia”, como ela o chamou, durou um ano e as receitas eram tiradas do livro escrito por Julia, “Mastering the Art of French Cooking”. Todas feitas em uma cozinha no Queens, bairro de NY, sem nenhum glamour. Como já é de se esperar, o blog fez o maior sucesso! O filme mistura as histórias do blog da Julie, com algumas informações sobre Child e ainda um pouquinho de ficção. Pra quem gosta de gastronomia (eu o/), o filme é um prato cheio (com o perdão do trocadilho haha). Sei que fiquei morrendo de vontade de ler o livro, e já até pensei em criar um blog apenas com receitas. Em quem será que eu me inspiraria…Palmirinha Onofre talvez? haha

Monalisa – O filme Marley & Eu foi lançado em 2009 e é baseado no best-seller de mesmo nome, escrito pelo jornalista norte-americano John Grogan. O filme conta a história de um casal, John (Owem Wilson) e Jennifer Grogan (Jennifer Aniston), que vê sua vida mudar após comprar um labrador liiindo, que é super destruidor. Entre as broncas e as brincadeiras, o afeto entre John e Marley aumenta a cada dia, mostrando que o melhor amigo do homem é mesmo o cachorro. Eu li o livro antes de assistir o filme, então fui ao cinema com uma expectativa enorme. Como na maioria das vezes, o filme deixa um pouco a desejar, mas é sim muito bom (e emocionante, então prepare o lencinho) e merece ser assistido por todos, especialmente por aqueles que são apaixonados por cachorros, como eu.


Diana –
Assisti o filme, li o livro e curti muito! O filme de 1971 dirigido por Stanley Kubrick tornou-se uma referencia para sua carreira e não poderia ser diferente do romance escrito pelo inglês Anthony Burgess. Na verdade o livro tem um pouco mais de conteúdo e as utilizações das gírias (que se tornou referência ao filme) são bem mais freqüentes do que se mostra no filme Na verdade as “gírias usadas tanto no livro quanto no filme é a mistura, um idioma que mistura do russo com o inglês chamado de “Nadsat”. A história se passa numa Inglaterra futurista que tem como personagem principal Alexander DeLarge, qual admira a ultra violência e música clássica. Comanda uma gangue de delinquentes quais cometem roubo, estupro e até assassinatos.  É cult, é intrigante e vale a pena ser assistido tanto quando lido, apesar de ser um enredo forte, no entanto envolvente!



 

Assisti o filme, li o livro e curti muito! O filme de 1971 dirigido por Stanley Kubrick tornou-se uma referencia para sua carreira e não poderia ser diferente do romance escrito pelo inglês Anthony Burgess. Na verdade o livro tem um pouco mais de conteúdo e as utilizações das gírias (que se tornou referência ao filme) são bem mais freqüentes do que se mostra no filme Na verdade as “gírias usadas tanto no livro quanto no filme é a mistura, um idioma que mistura do russo com o inglês chamado de “Nadsat”. A história se passa numa Inglaterra futurista que tem como personagem principal Alexander DeLarge, qual admira a ultra violência e música clássica. Comanda uma gangue de delinquentes quais cometem roubo, estupro e até assassinatos.  É cult, é intrigante e vale a pena ser assistido tanto quando lido, apesar de ser um enredo forte, no entanto envolvente!