Archive | Aleatória RSS feed for this section

Glossybox X Glambox

1 maio

Assunto polêmico! haha quando as caixinhas por assinatura chegaram ao Brasil (a pioneira foi a Glossybox), eu achei a ideia incrível: receber, todo mês, 5 a 6 produtos cosméticos, em uma caixinha linda no conforto da minha casa. Eu, que sou toda mão de vaca quando o assunto é beleza (sou muito chata pra gastar até com shampoo), fiquei mega feliz com a novidade e já fui quase assinando. Eu disse quase. Depois de ler resenhas na internet e só ver reclamações, praticamente desisti da assinatura. Até que a Glossybox fez uma caixinha especial da Natura no final de 2011 que ganhou o meu coração: produtos em tamanho natural, de uma marca nacional que eu gosto mas não costumo comprar, por uma pechinca de R$23 incluindo frente. Fui lá, assinei e recebi a minha primeira caixinha no começo de 2012:

Minha primeira Glossybox Beauty

Como já disse, sou mão de vaca pra cosméticos e por isso assinei a Glossybox Beauty, versão com produtos nacionais e mais baratinha. Creme depilatório, amostra de protetor solar, creme para cabelo em tamanho natural, álcool gel e lápis bege. Gostou do lápis? Pois eu tinha comprado um exatamente da mesma cor, na mesma semana (juro!). Sim, rolou a decepção, mas preferi continuar com a assinatura. Caixas depois (que nem merecem fotos), eu acabei desistindo da Glossybox. Desde o começo, estava ciente da proposta de amostras dentro da caixinha. Não me incomodo com isso (apesar de  odiar esses sachês, seja do que for). Me decepcionei porque vieram coisas que eu costumava comprar: creme de hidratação para o cabelo? Álcool gel? Lencinho Kleenex? Tudo isso eu compro até na despesa do supermercado.

Tudo bem, preciso confessar que amei esse body splash da Loungerie e uso todo dia antes de dormir

Até que eu conheci a Glambox pelo facebook. Se me lembro bem, vi a marca sendo mencionada na página da Glossybox mesmo, por meninas insatisfeitas com o serviço da caixinha pioneira. Por um preço mais alto (R$50), mas com a promessa de produtos maiores, importados e mais “diferentes”, resolvi assinar. Para se ter uma ideia, a primeira Glambox veio com Moroccanoil (10ml com um AMOSTRA GRÁTIS PROIBIDO A VENDA em letras garrafais no rótulo), e claro que isso ajudou meu lado consumista a assinar. Recebi a caixa do mês de março e quase morri quando vi um esmalte O.P.I vermelho, em tamanho natural, brilhando na minha direção. Também adorei ter recebido as balinhas Beauty Candy (morria de curiosidade de experimentar) e a sombra marrom linda Duda Molinos, que apesar de ser nacional, tem ótima qualidade.

A propósito, essa Beauty Candy é bem ruinzinha

Resumindo: três Glossybox e duas Glambox depois, decidi ficar apenas com a assinatura da segunda. Apesar de ser mais cara, foi ela que cumpriu a proposta com dignidade: algumas amostras grátis (sim, muitas vezes), alguns produtos em tamanhos reais, marcas nacionais e importadas e principalmente, produtos que eu não estou acostumada a comprar. Gosto desse sentimento de surpresa, de testar marcas desconhecidas…aliás, amei a máscara de argila que veio na Glambox de abril!

Olha os sachês de novo! haha não gostei, mesmo sendo Vichy. Mas achei sensato da parte deles mandarem um potinho personalizado, até com proteção, para guardar o creme dos quatro sachês

Sei que o mais certo seria comparar a Glossybox Premium com a Glambox, mas hoje estaria falida se assinasse as duas.

Pop! Vinyl Figure – os toys mais lindos do mundo!

30 abr

Se eu tivesse muito dinheiro, eu gastaria metade em…brinquedos. Sou apaixonada por Barbie, pelúcia e toy art! Qualquer dia eu mostro  a prateleira do meu quarto (recheada de mini brinquedinhos – em sua maioria, brindes do Mc Lanche Feliz). O que me impede de fazer grandes coleções é o preço abusivo de certos “brinquedos” no Brasil: enquanto lá fora você paga $9, $12 em um toy, aqui no Brasil ele é revendido por R$60 até R$90 (fui na Liberdade outro dia e quase chorei com esses preços). Foi em uma viagem pra Disney que eu descobri a linha de toys colecionáveis mais linda do mundo: “Pop! Vinyl Figure”, da Funko Toys. Me deparei com o Woody e o Buzz Lightyear, personagens do Toy Story, em versão miniatura, fofíssima e sem boca. E o que eu fiz? Comprei os dois pro meu namorado e nada pra mim! haha me arrependo até hoje

Esses vieram morar aqui no Brasil…com o meu namorado haha

Depois do arrependimento aqui no Brasil, resolvi procurar a linha na internet. A “Pop! Vinyl Figure” é formada basicamente pelos maiores ícones pop do mundo em versões cabeçudinhas: personagens da Disney, da Marvel, Muppets, Simpsons, a banda Kiss, Michael Jackson e até os Beatles já ganharam suas miniaturas.

Continue lendo

Vencedores do Oscar 2011

28 fev

Na noite de ontem (27) aconteceu em Los Angeles a 83ª edição do Oscar, que foi apresentada por James Franco e Anne Hathaway. O grande vencedor da noite foi o filme O discurso do rei, que foi indicado em 12 categorias e levou 4 estatuetas para casa, incluindo melhor filme e melhor ator.

 

Equipe de "O discurso do rei", o grande premiado da noite

Veja lista completa dos vencedores do Oscar 2011

Melhor direção de arte
Alice no País das Maravilhas

Melhor fotografia
A Origem

Melhor atriz coadjuvante
Melissa Leo, por O Vencedor

Melhor animação
Toy Story 3

Melhor roteiro adaptado
A Rede Social

Melhor roteiro original
O Discurso do Rei

Melhor filme estrangeiro
Em um Mundo Melhor

Melhor ator coadjuvante
Christian Bale, por O Vencedor

Melhor Trilha Sonora Original
A Rede Social

Melhor Mixagem de Som
A Origem

Melhor Edição de Som
A Origem

Melhor Maquiagem
O Lobisomem

Melhor Figurino
Alice no País das Maravilhas

Melhor Curta em Documentário
Strangers No More

Melhor Curta
God Of Love

Melhor Documentário
Trabalho Interno

Melhores Efeitos Visuais
A Origem

Melhor Edição
A Rede Social

Melhor Canção Original
We Belong Together de Toy Story 3

Melhor Diretor
Tom Hooper, por O Discurso do Rei

Melhor Atriz
Natalie Portman, por Cisne Negro

Melhor Ator
Colin Firth, por O Discurso do Rei

Melhor Filme
O Discurso do Rei

Show do Paramore em SP

22 fev

Incrível. Se fosse para definir em uma palavra o show da banda Paramore na noite do úiltimo domingo (20) em São Paulo, sem dúvidas essa seria a escolhida por mim. Com 7 mil fãs lotando o Credicard Hall, a banda fez valer a pena os ingressos, que se esgotaram na primeira semana de vendas. E preciso confessar para vocês que não era para eu estar lá, porque não consegui comprar os ingressos antes de esgotarem. Mas, por um golpe de sorte, na sexta-feira a noite, menos de 48 horas antes do show e sem nem um fio de esperança de ver Hayley Williams e seus companheiros ao vivo, recebi a ligação do namorado dizendo que tinha conseguido ingressos para mim. Ninguém tem ideia da felicidade que fiquei.


Mas vamos ao que realmente interessa. O show teve uma hora e meia de duração. É pouco, mas sabe quando é aquele pouco que você não reclama? Eles entraram no palco as 20h em ponto, horário marcado do show e já ganharam muitos pontos comigo, porque afinal quem gosta de ficar esperando banda atrasada em show?
A banda cantou sucessos de seus três álbuns e algumas outras músicas que não foram singles, mas nem por isso deixaram de animar a multidão que cantava junto.
Toda a banda era de uma empolgação enorme, especialmente a vocal Hayley Williams, que pulava sem parar um segundo, balançando os cabelos pra lá e pra cá. De verdade, não sei como ela consegue pular tanto. E falar. Falou bastante com o público, que a cada palavra respondia com gritos. Falou que não vai ficar mais três anos sem aparecer por São Paulo, que somos incríveis e soltou alguns ‘obrigada’.

Continue lendo

Ah, o verão … Ahhh, os vestidos!!!

14 fev

Existe item mais feminino do que os vestidos? Na realidade não! As mulheres viveram há séculos vestindo somente saias e vestidos, até que a calça comprida tomou o lugar. Os vestidos poderiam ser deixados de lado, mas sua importancia nos armarios femininos não deixou que isso acontecesse tornando-se uma peça de grande importância, pois poderiam ser usados não como única escolha, mas com certeza como uma peça para eventos especiais ou por pura liberdade de escolha. Os vestidos são indispensáveis até os dias atuais por ser fácil, pratico e super feminino…
Há infindáveis modelos para cada tipo de gosto e estilo. As estampas florais, hippie chic, estão em alta nesse verão como rendas e lasies e modelagens mais soltas. Na verdade o clássico tomou conta dos modelos como os petit-pois (que eu amo e tenho), o estilo lady like com um ar vintage de cintura marcada, laços, babados, rendas e um estilo mais romântico com florais delicados.

Taylor Swift combinou seu pois com um sapatinho oxford, e não é que ficou bom?
Kirsten Dunst está com um ar mais clássico, e pode perceber que o tecido do vestido é de tule, deixando o look mais delicado.

O bom do estilo lady like é o corte, tendo a liberdade de criar e usá-lo com a estampa que você gostar! Pode ser neutro como a primeira e a última imagem, ou como de Diane Kruger, um floral que está em alta!